Aumento na tarifa de ônibus é comentado

99    Pelo segundo dia consecutivo, os vereadores de Curitiba debateram em plenário a situação do transporte coletivo na cidade, durante esta quarta-feira (03).

     Nos cinco meses de apuração, a CPI do Transporte Coletivo contou com a participação de todas as bancadas da Câmara Municipal de Curitiba. Instalada em 28 de junho, a CPI realizou quatro diligências e 28 reuniões (13 extraordinárias e 15 ordinárias). Foram ouvidas 26 pessoas, contabilizando 110 horas de depoimentos, e apresentados 99 requerimentos com pedidos de oitivas, documentos e informações a empresas e órgãos públicos.

     “Vendo o aumento do valor da tarifa, eu me sinto meio frustrada”, queixou-se Noemia Rocha (PMDB). Ela defendeu que a Câmara Municipal retome o debate do transporte coletivo, “porque a cidade precisa de uma ação coletiva para solucionar a redução desses custos”. “Algumas gratuidades precisam ser revistas, assim como os repasses ao sindicato e o Imposto de Renda das empresas, que eram pontos já citados no relatório da CPI do Transporte”, completou.

Fonte: Site da CMC

Leia a matéria completa Aqui

Anúncios

Plano Diretor: aprovadas diretrizes para mobilidade urbana

Para Noemia Rocha, o bem-estar e saúde dos trabalhadores do transporte coletivo devem constituir uma diretriz específica. (Foto: Andressa Katriny/CMC)

Para Noemia Rocha, o bem-estar e saúde dos trabalhadores do transporte coletivo devem constituir uma diretriz específica. (Foto: Andressa Katriny/CMC)

    Na sessão desta segunda-feira (19) da Câmara Municipal, foram aprovadas diversas emendas ao Plano Diretor de Curitiba (005.00047.2015) que tratam da mobilidade e transporte. Entre elas, a proposta de Noemia Rocha (PMDB), que prevê melhorias nas condições estruturais de terminais, estações-tubo e pontos de parada, a fim de dar mais segurança e conforto aos trabalhadores (032.00132.2015).

   De acordo com a emenda, as melhorias devem atender aspectos como condições térmicas, ergonômicas, de acessibilidade e saúde do trabalho. Segundo o texto da emenda aditiva, devem ser utilizados critérios definidos pelos instrumentos técnico-legais, além de diretrizes estabelecidas pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

    Para Noemia Rocha, o bem-estar e saúde dos trabalhadores do transporte coletivo devem constituir uma diretriz específica. A vereadora acredita que deve ser realizada uma revisão e atualização constante dos equipamentos públicos, para que sigam os parâmetros nacionais e internacionais de saúde do trabalhador.

      “Recentemente um trabalhador foi penalizado, porque utilizou roupas fora do padrão da empresa para se proteger do frio. O trabalhador não pode se adaptar ao ambiente, mas o ambiente deve ser adaptado. As estações-tubo, por exemplo, não podem ser avaliadas somente pela sua beleza, mas pelo conforto”, declarou.

Fonte: Site da CMC

(Leia Mais…)

Com três votos contrários, ampliação do Inter 2 vai para sanção do prefeito

inter-2-curitibaValor aprovado é para obras no binário que deve ligar o Ahú ao Jardim Botânico

      Foi aprovado em segundo turno na Câmara Municipal de Curitiba (CMC) nesta quarta-feira (8) o projeto que autoriza a Prefeitura de Curitiba a contrair R$ 9,4 milhões de empréstimo da Caixa Econômica Federal (CEF) para a ampliação da linha Inter 2. A votação contou com 22 favoráveis, três contrários – Noêmia Rocha (PMDB), Chicarelli (PSDC) e Rogério Campos (PSC) – e com a abstenção de Carla Pimentel (PSC).

       O valor é referente ao binário Ahú/Jardim Botânico, que recebeu críticas de moradores que acusam a Prefeitura de querer acabar com espaços verdes na região. Além de apontar a falta de diálogo em um projeto que “a vizinhança só ficou sabendo pela lei, Noêmia Rocha acusa o parágrafo que permite ao executivo dar “mandato pleno” à Caixa para quitar as obrigações financeiras do empréstimo.

Fonte: Gazeta do Povo

(Leia Mais…)

Votação do ônibus exclusivo para mulheres é adiada

cmc_brasao      Durante a sessão plenária desta terça-feira (17), os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba adiaram por 50 sessões a votação do projeto de lei do “ônibus rosa”, a pedido do autor da proposição, vereador Rogério Campos (PSC). A informação é da vereadora Noemia Rocha (PMDB).

       Para acompanhar a votação estavam presentes representantes de movimentos voltados a defesa dos direitos da mulher. A proposta cria um ônibus destinado exclusivamente para as mulheres, com o objetivo de evitar abusos no transporte. Desta forma, Curitiba fica obrigada a destinar 20% de sua frota para atender o público feminino.

Noemia pede mudança em horários de ônibus no Capão Raso

Noemia Rocha encaminhou requerimento ao Executivo pedindo mudança no horário de linhas de ônibus do terminal do Capão Raso. (Foto – Anderson Tozato/CMC)

Noemia Rocha encaminhou requerimento ao Executivo pedindo mudança no horário de linhas de ônibus do terminal do Capão Raso. (Foto – Anderson Tozato/CMC)

      A vereadora Noemia Rocha (PMDB) encaminhou à Prefeitura de Curiiba requerimento em que pede estudos sobre a possibilidade de mudança nos horários das linhas de ônibus Bosch-Capão Raso e Carbomafra-Capão Raso, solicitando redução no intervalo entre uma parada e outra (044.06050.2014).

     Segundo a vereadora, o requerimento é uma resposta à manifestação dos usuários destas linhas. “O pedido se justifica, pois os horários destes ônibus são demorados. E assim que chegam ao ponto no terminal, ambos os ônibus imediatamente saem, prejudicando os usuários”, argumenta Noemia, no requerimento.

Redutor

    A vereadora também pede estudos e providências para a implantação de redutor de velocidade em frente ao número 2.763 da rua Fernando de Noronha, no Boa Vista (044.05441.2014). “Trata-se de solicitação em caráter de urgência dos moradores desta região, pois a via é um declive com intenso fluxo de pedestres e veículos, o que potencializa a possibilidade de acidentes diários”, explica Noemia.

Fonte: Site da CMC

Grevistas e empresas participam de 3ª reunião para tentar pôr fim à greve

onibus2A reunião desta sexta-feira ocorre de forma antecipada. Ela estava prevista para acontecer na próxima quinta-feira (6), mas recurso da Prefeitura conseguiu o adiantamento das negociações

    O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) e o sindicato que representa as empresas de transporte (Setransp) participam na tarde desta sexta-feira (28) de mais uma audiência de conciliação proposta pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-9.ª). As partes tentam chegar a uma solução que possa pôr fim à greve de ônibus na capital, que hoje completa três dias. A reunião começou por volta das 14h15.

      No encontro em andamento no TRT estão presentes, além dos responsáveis pelos sindicatos envolvidos, a vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves, e representantes da Urbanização de Curitiba S/A, da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) e da Câmara Municipal, do Ministério Público do Trabalho e do governo do estado.

Fonte: Gazeta do Povo

(Leia Mais…)

Grevistas e empresas fazem nova reunião de conciliação no TRT

onibusEsta é o segundo encontro para definir o futuro da paralisação, que depende de um acordo sobre reajuste salarial de motoristas e cobradores para terminar

      Uma nova reunião no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR), na tarde desta quinta-feira (27), define se a greve dos ônibus continua em Curitiba e municípios da Rede Integrada de Transporte (RIT). Este é o segundo encontro e reúne representantes do sindicato dos motoristas e cobradores, do sindicato das empresas, representantes da prefeitura e do governo do estado. Até as 16 horas, as partes ainda não tinham chegado a um acordo.

      O TRT-PR divulgou, por meio do Twitter, que as empresas ofereceram inicialmente uma contraproposta de 7,26%, o que representa 2% de ganho real sobre a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Com isso, os salários dos motoristas iriam para R$ 1.783 e os dos cobradores para R$ 1.009.

Fonte: Gazeta do Povo

(Leia Mais…)