Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘debate’

politicas_publicas_drogas

Read Full Post »

seminario            A Escola do Legislativo da Câmara de Curitiba promoveu, na manhã desta sexta-feira (24), debate sobre drogadição no ambiente de trabalho e na família. A vereadora Noemia Rocha (PMDB) fez a saudação oficial e destacou a escolha do tema: “Trabalho com a recuperação de dependentes químicos há quase 30 anos. Estamos lidando com uma nova geração de viciados que ainda estão no ventre [materno]. É uma uma situação muito grave”.

            Segundo o diretor da Escola do Legislativo, Antonio Torrens, a intenção é abordar “temas que não são leves, mas que precisam ser discutidos”. Também participaram da atividade os vereadores Chicarelli (PSDC) e Professora Josete (PT). A psicóloga Dione Maria Menz, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), abordou, por exemplo, a maneira de se diagnosticar a dependência do álcool, as dificuldades do tratamento e a relação estabelecida entre o paciente e a equipe de atendimento. “A pessoa está em uma emergência de saúde e precisamos tratá-la como em qualquer outro problema clínico”, disse. “A dependência de drogas é um fenômeno multicausal complexo. Precisamos entender muito mais de pessoas do que de drogas”, acrescentou.

Fonte: Site da CMC

(Leia Mais…)

Read Full Post »

13    A vereadora Noemia Rocha (PMDB) parabenizou a Escola do Legislativo da Câmara de Curitiba pela realização do debate “Drogadição no ambiente de trabalho e na família”. “O tema é de grande relevância. Hoje tivemos a morte de um jovem, em frente a um bar na rua Hugo Simas por causa do frio, mas ele estava alcoolizado”, informou. O evento é aberto ao público e será na próxima sexta (24), às 9h, no auditório do Legislativo. Informações: (41) 3350 4775.

Fonte: Site da CMC

Read Full Post »

rua_esburacada     A Câmara Municipal apresentou, em audiência pública realizada nesta quarta-feira (8), os resultados da consulta pública da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017. Assim como no ano passado, as melhorias nas ruas da cidade lideraram as demandas, como para operações tapa-buracos e para a pavimentação de vias. Em segundo e em terceiro lugares foram indicados, respectivamente, investimentos em segurança e na iluminação pública.

Debate

      “A LDO é uma grande diretriz, uma carta de intenções que deve ser aprovada aqui [na Câmara] para elaborar o orçamento. E se não existir orçamento não existem os programas da prefeitura”, comentou o líder do prefeito na Casa, Paulo Salamuni (PV). “Com essa LDO atingimos os 30% na educação, lembrando que o mínimo constitucional é de 25% e que a saúde também está acima do gasto mínimo”, acrescentou o vereador.

     Cleide Swirski e Carlos Kukolj, representantes da secretarias municipais de Administração e Planejamento (Seplad) e de Finanças (SMF), responderam perguntas dos vereadores e do público (leia mais sobre as demandas dos conselheiros tutelares e do Ministério Público). Para Edson do Parolin (PSDB), por exemplo, o servidor disse que o projeto da LDO prevê a possibilidade de serem destinados recursos ao programa de aluguel social.

      À Noemia Rocha (PMDB), Cleide afirmou que o programa de investimentos indica a construção de um equipamento público na área social. Kukolj respondeu à Professora Josete (PT) que é “bem-vinda” a sugestão da vereadora de separar, na próxima mensagem, o que é despesa de custeio do que é investimento. A parlamentar também questionou a queda de previsão de determinadas receitas.

Fonte: Site da CMC

(Leia a matéria completa…)

Read Full Post »

noemia_debate_comissao     A Câmara Municipal confirmou, nesta quarta-feira (9), a autorização para a que a Prefeitura de Curitiba contrate um empréstimo de até R$ 96,8 milhões com a Caixa Econômica Federal (CEF). O projeto (005.00230.2015) teve 24 votos favoráveis e duas abstenções, de Chicarelli (PSDC) e Valdemir Soares (PRB). Um acordo entre os vereadores, firmado no início da sessão, limitou a dez minutos o tempo de debate por orador – dez deles subiram à tribuna. Entre argumentos de que o recurso será usado como contrapartida do Município a projetos em andamento, realizados em parceria com o governo federal, e questionamentos às obras, sobraram elogios e críticas à administração municipal.

      A autorização à operação de crédito prevê R$ 26,3 milhões para o aporte de Curitiba à implantação de 24 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), orçados em R$ 51,8 milhões (leia mais). Outros R$ R$ 34,7 milhões, segundo o Executivo, serão para contrapartidas adicionais de obras do corredor Aeroporto/Rodoferroviária, da Linha Verde Sul e do corredor da Marechal Floriano Peixoto. Para complementar a verba para a construção do Centro de Convenções e Feiras de Curitiba, caberiam R$ 36,5 milhões.

      “Analisando o projeto, aceito o pedido de desculpas da prefeitura. Mas critico o pouco tempo para sua avaliação [a tramitação foi em regime de urgência]”, ponderou Noemia Rocha (PMDB), que no primeiro turno cobrou a documentação.

Fonte: Site da CMC

(Leia Mais…)

Read Full Post »

DSCN3535Acabam de ser aprovadas três emendas de autoria da vereadora Noemia Rocha (PMDB) para o Plano Diretor de Curitiba .

1. “Ampliar e fortalecer a rede de proteção, inclusive por meio de construção de novos equipamentos públicos, às pessoas vitimizadas pela drogadição, por meio de políticas públicas inclusivas e de apoio terapêutico”.

2. “Desenvolver ações de prevenção ao uso de substâncias entorpecentes e álcool, criando métodos e formas de atendimento especializado, objetivando tratamento eficaz, humanizado e no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS“.

3. “Plenitude da dignidade da pessoa humana, dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa”.

Read Full Post »

2      A corregedora da Câmara Municipal de Curitiba, vereadora Noemia Rocha (PMDB), votou contrária a alienação de um terreno da prefeitura em favor da Sociedade Educacional Positivo Ltda. De acordo com ela, a situação precisaria ser reavaliada, já que a instituição usou o espaço durante seis anos sem pagar. “Parece que ficaram seis anos fazendo caixa para pagar o imóvel”, destacou.

        A parlamentar sugeriu que a situação pode ser considerada um “locupletamento ilícito” e afirmou que pretende solicitar a procuradoria do município para que entrem com uma ação de cobrança pelo período que o Positivo utilizou a área.

        Outro ponto destacado por Noemia Rocha foi o valor de avaliação do imóvel. Ela questionou o terreno custar R$700 o metro quadrado, enquanto o valor real seria em torno de 3 mil no mínimo.

Read Full Post »

Older Posts »