Noemia Rocha fala sobre gastos com cargos comissionados

37

Noemia Rocha informou: comissionados e gratificações custaram R$ 6,1 milhões aos cofres de Curitiba em maio. (Foto: Chico Camargo/CMC)

      Comissionados e gratificações custaram R$ 6,1 milhões aos cofres públicos em maio. Essa informação foi dada ao plenário hoje pela vereadora Noemia Rocha (PMDB), com dados obtidos via pedido de informações ao município (062.00281.2017). “Mas a resposta [da Prefeitura de Curitiba] foi muito vaga, o que me surpreendeu. Vou refazer o pedido solicitando o detalhamento das informações”, adiantou a parlamentar.

      “Por mais que esteja dentro da lei indicar pessoas nas regionais e secretarias, é imoral. Essa pessoa vai trabalhar para o município ou para quem a indicou? Há o risco de virarem cabos eleitorais”, criticou Noemia Rocha. Ela defendeu que o ajuste fiscal também afetasse essas contratações, com diminuição dessa despesa. “Se estamos aqui buscando um resgate da moralidade na política temos que nos preocupar com isso”, afirmou.

Fonte: Site da CMC

(Leia Mais…)

Anúncios

Mais informações: questionados números de médicos e comissionados

prefeitura

Noemia Rocha questiona o Executivo sobre os cargos em comissão. Além de informações detalhadas sobre as contratações, ela requer o comparativo com 2016. (Foto: Chico Camargo/CMC)

      Dezessete pedidos de informações oficiais, de iniciativa de oito vereadores, “passaram” pelo plenário durante esta semana. Lidos durante o pequeno expediente das sessões plenárias de segunda (29), terça (30) e quarta-feira (31), eles foram enviados à Prefeitura de Curitiba ou aos órgãos competentes. De Noemia Rocha (PMDB), por exemplo, é o requerimento que pede ao Poder Executivo o detalhamento dos cargos em comissão, com a quantidade, valor de cada salário e simbologias, especificando-os por órgãos da administração(062.00281.2017).
A vereadora também requer o comparativo com o último ano da gestão anterior, datas das nomeações e de posse dos cargos. Noemia justifica que as informações solicitadas devem-se à “aludida crise fiscal e financeira sobre o Município de Curitiba, e que tem motivado a adoção de medidas de austeridade, especialmente aquelas estampadas no chamado Pacote de Medidas de Ajuste Fiscal, em trâmite na Câmara Municipal”.

Fonte: Site da CMC

(Leia Mais…)