“Governismo endêmico” prejudica papel fiscalizador de câmaras municipais

camara71% dos pedidos de informação à prefeitura foram feitos por vereadores menos alinhados ao Poder Executivo

     Apesar de a Câmara Municipal de Curitiba ter passado a maior parte desta legislatura apenas com a vereadora Noemia Rocha (PMDB) ocupando formalmente o bloco de oposição, 13 vereadores, dos 38, tiveram um posicionamento menos alinhado ao Executivo. Foram justamente estes parlamentares que dominaram a autoria dos pedidos de informação à prefeitura, uma das principais ferramentas de fiscalização à disposição do Legislativo. Dos 1.369 questionamentos enviados ao Executivo individualmente por vereadores entre 2013 e agosto deste ano, 71% foram feitos por esta minoria.

     A predominância de requerimentos de informação protocolados por vereadores não alinhados à prefeitura também ocorreu na legislatura de 2009 a 2012. No período, um grupo composto por sete vereadores protocolou 51% dos 458 pedidos feitos pelos 38 parlamentares.

     Essa predominância da oposição no papel fiscalizador está relacionada ao tradicional alinhamento dos vereadores ao grupo político que comanda a prefeitura. A grande adesão ao Executivo não é novidade na Câmara de Curitiba. Nas palavras do cientista político do Uninter Luiz Domingos Costa, “há um governismo endêmico na política curitibana”.

Fonte: Gazeta do Povo

(Leia Mais…)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s