Debate sobre saúde

73Dedo na ferida 1

     O diretor corporativo do Hospital Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, pôs o dedo na ferida na questão da dívida da prefeitura para com a rede hospitalar conveniada aos membros da Comissão de Saúde, Bem-Estar Social e Esporte da Câmara Municipal de Curitiba durante visita à instituição médica nesta quinta-feira. Os vereadores foram conversar com a direção do hospital sobre a situação financeira, já que 63% do atendimento lá prestado é via SUS. Assim com os demais hospitais conveniados, o Pequeno Príncipe tem sofrido com atrasos no repasse de recursos públicos.

Dedo na ferida 2

    Segundo José Álvaro Carneiro, os atrasos no repasse de verbas da União começaram em 2013, e a Secretaria Municipal de Saúde, gestora do SUS na capital, deve cerca de R$ 10 milhões. “O parcelamento de parte desta dívida só foi acertado em juízo porque os hospitais conveniados entraram com uma ação no Ministério Público”, disse o diretor do Pequeno Príncipe, que também acusou a Secretaria de Saúde do município de não estar aberta a ouvir ideias e debater as demandas da rede hospitalar conveniada. Segundo ele, hoje o HPP funciona como uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) pediátrica porque faltam pediatras nos postos de saúde municipais.

    Os vereadores Noemia Rocha e Chicarelli convidaram a direção do hospital para as audiências públicas das secretarias municipais de Saúde e Finanças que serão realizadas na próxima semana na Câmara. A comissão também pré-agendou uma reunião com o prefeito Gustavo Fruet.

Fonte: Gazeta do Povo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s