Morte em frente à UPA do Fazendinha pode demorar até 30 dias para ser apurada

mulher-morre-upaA vítima precisou aguardar por mais de três horas por atendimento na UPA e faleceu na calçada, ao lado do marido

       As investigações da Prefeitura de Curitiba sobre a morte de Maria da Luz das Chagas dos Santos do lado de fora da UPA Fazendinha, no último dia 23 de junho (Clique aqui e leia mais), pode demorar até 30 dias para terem um laudo conclusivo. A apuração será acompanhada na Prefeitura pela vereadora Noemia Rocha (PMDB, que faz parte da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Curitiba. A parlamentar foi escolhida nesta terça-feira (30) em reunião entre os parlamentares e o secretário municipal de Saúde, Adriano Massuda.

      A comissão montada pela Prefeitura para apurar o caso é composta pelos médicos Gerson Zafalon Martins e Petersom Anderson de Souza e pelas enfermeiras Giovana Fratin e Ester do Nascimento Ribas. Os profissionais compareceram ao encontro no Legislativo e atualizaram o andamento da investigação. “Somos uma comissão preliminar, cujas respostas poderão embasar outros procedimentos dos conselhos profissionais, se for constatada infração étic.. Não pode ter prejulgamento”, explicou Martins, que preside a apuração.

Fonte: Ric Mais

(Leia Mais…)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s